Daniel Shadow – Flow Madlib Lyrics (feat. De Leve)

Letra de “Flow Madlib” com Daniel Shadow & De Leve

[Refrão: Shadow]
Tamo vivo, Rap tá em casa
Vários amigo envolvido
Ainda tamo vivo, respeito aos antigos
Não reconhece, não será reconhecido
Tamo vivo, Rap tá em casa
Vários amigo envolvido
Ainda tamo vivo, respeito aos antigos
Não reconhece, não será

[Verso 1: Shadow]
Não embaça, fale somente o necessário, o tempo é raro
Parceiro, a nuvem passa e eu não vim pra ser passageiro (-geiro)
Sem carrão, só o cajon na praça, som na caixa
Só quem passou sede com nós, bebe da minha taça (tin-tin)
Mastigo teus refrão chiclete
Com um flow Madlib, na fita cassete
Não se mete, El Raio, Xim e De Leve (shii)
Bamba no rap, escroto igual pentelho na gilete
Boombap invadiu favela igual gatonet (ih)
Han, sem flash, sem marra de chefe
All in, baby, sem blefe
No ringue onde MC ruim se perde
Deu tilt, os menor diz que vêm passar a visão mas são míopes (passa a visão menor)
Caneta beretta
A milimili, a mil por hora, vim de outro planeta (de outro planeta)
Sem papo de treta, zé buceta, vida de puta é mais curta
MCs sem conduta, sem fibra, sem luta, vem e vão, igual mulher fruta (shii, filha da puta)
No risco desde os 12, mano, sigo aos trancos e rabiscos
Desde os 12 mola, vinil Beastie Boys, Sabotage
Pique bate-bola, há mais de 10 voando nessa estrada
O plano é dançar com a vida enquanto a bandida não acaba (aham)
Então reescreve esse roteiro
Meu rap é feito em casa mas não é caseiro (fala tu Ramonzin)
Quem trampa pelo que ama
Sabe que ostentação, amigo é só vacilo de bacana (han)

[Refrão: Shadow]
Tamo vivo, Rap tá em casa
Vários amigo envolvido
Ainda tamo vivo, respeito aos antigos
Não reconhece, não será reconhecido
Tamo vivo, Rap tá em casa
Vários amigo envolvido
Ainda tamo vivo, respeito aos antigos
Não reconhece, não será

[Verso 2: De Leve]
Cê fala com o jogador valioso
Sem amador curioso ou matador mafioso
Só rimador furioso, com a letra eu sou carinhoso
Sem ghostwriter, fazendo flow saboroso e trabalho laborioso
Do elevador glorioso criamos diamantes dos nossos
Dentes sem ouro mágico, adamatium nos ossos
Sempre que posso grudo igual polvo
Se é meu que eu não devolvo
Teu camaro é um fusquinha aqui de cima do Volvo
10 eixos, 27 rodas
Me chamam de Paulo Bayer, toca pra mim que eu resolvo
Sem talento pra line, apela pro punch
MC fake desaparece igual cheesecake no lanche
Cantando o que não tem vivenciado, com flow influenciado
Nunca vai ser reverenciado
Tá fadado a fazer freestyle de graça no ouvido dos outros
Sem ser diferenciado
Sai de perto com seu celular esperto
Não tiro selfie com seu aspecto de viciado
De viciado
Com seu aspecto de viciado

[Refrão: Shadow]
Tamo vivo, Rap tá em casa
Vários amigo envolvido
Ainda tamo vivo, respeito aos antigos
Não reconhece, não será reconhecido
Tamo vivo, Rap tá em casa
Vários amigo envolvido
Ainda tamo vivo, respeito aos antigos
Não reconhece, não será

[Saída: Shadow]
Tamo vivo, tamo vivão
Vivendo, han
Dowsha, De Leve, Mestre Xim
Conexão boombap
Yeah, aham
Dois mil e sempre
Luz

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *